Velho

VELHO

 

Seu Leo já viveu para lá dos 70.jovem bravo
Em casa ou na rua seu jeito é sisudo.
Tem poucos amigos, pois quando ele fala tem sempre buy-trusted-tablets.com razão e reclama de tudo.

Por curiosidade eu fui  pesquisar
como era sua vida lá na juventude.
Disseram colegas que era intragável,
tal como é hoje, em maior magnitude.

Seu Leo, já na época, achava-se o tal,
só via defeitos em todos; não os seus.
Em tom agressivo humilhava os outros.
Ele era o coitado que ousava ser deus.

Passei a entender o jeitão do seu Leo:
a  gente envelhece conforme viveu.
O velho ranzinza, implicante, azedo,
é o jovem ranzinza que envelheceu.

Balneário Camboriú, 12/06/2008

 

Pinta com belas cores

Arco-iris_2jpgAcordando

O dia claro vai vencendo o sono,
Aos poucos quebra a monotonia.
A vida é estérea mas inda está mono.
Não se ouve quase sua sinfonia.

Há lusco-fusco. Vê-se pouca cor.
Contudo a vida corre aos borbotões.
Existe agora, seja onde for,
Normais e inusitadas situações.

Pensaste quantos estão cochilando
no trem, no ônibus e no metrô?
O celular toca e vão tateando
até encontrar e dizerem: “alô!”

Também há gente indo trabalhar,
Ou indo ao médico atrás da saúde…
Há rosto alegre, rosto com pesar,
rosto clamando: “Por favor, me ajude”

A noite, há pouco, se foi. É manhã.
O sol chegou e forte alumia.
Há gente triste, com nenhum elã,
E há gente transbordando energia.

Já viste que a existência é colorida
Pra alguns? E outros não a acham boa?
Cada um põe cor e música na vida.
Alegre ou triste… na tua qual soa?

Tu sabes. Pinta, enfim, com belas cores
Teu dia,  usando gestos de grandeza.
Deixa tua marca, seja onde fores,
Marcas do bem, do justo e da beleza.

                                               17/07/2012, madrugada

Sol poente

DSC02802O sol, ao seu pôr, tem radiante magia
Que encanta tingindo o céu do poente:
Ali ele chega quando é fim de dia,
Acena e se põe cada vez  diferente.

Há sempre algo novo: uma nuvem, fumaça,
Sol fraco… aqueles que observam, que contem!
Às vezes sol forte, céu cinza, sem graça,
Mas nunca é o céu que estava ali ontem.

Ah! Bela paisagem, quem é o artista
Que a faz sempre inédita e bela assim?
Me diga seu viagra feminin effet gold max nome ou dê-me uma pista:
Alguém o conhece? Ele sabe de mim?

Silêncio. É o sol que outra vez vai baixando
Por trás das montanhas, das águas do mar…
É hora de apenas ficar contemplando
Também em silêncio… não cabe falar.

Desejo de novo rever sua magia
Na hora em que chega e na hora em que for.
Adeus, caminhante incansável do dia!
Espero revê-lo ao nascer e ao se pôr!

11-05-2010 – Terça feira

Boas lembranças

Jardins-de-Keukenhof-Amsterdam-Holanda.jpg-9

Vejo amigos recordarem
os bons tempos  do passado
com saudade, boas lembranças,
um tesouro bem guardado.

Relembrar o que faz bem
é saudável, dá prazer,
Mostra que valeu pena                   
Viver bem, que é bom viver.

Erra quem diz que “quem vive
de passado é museu”
pois anima relembrar
algo bom que  aconteceu.

Quem  lá atrás só vê tristeza
Digo: “Esqueça! Não esquente!
Lembre só o que faz melhor
seu futuro, seu presente!”

Nossos erros também podem
nos servir como lição
quando vistos sem rancores
ou instrumentos de opressão.

Guarde, pois,  boas lembranças
na sua mente, com carinho,
pois são flores  que confortam
e embelezam seu caminho.

Que não só lembranças unam
os amigos do passado,
Vivam hoje o que mais tarde
valha a pena ser lembrado.

Domingo, 02 de março de 2014, de noite.

Morte passagem

J. B. Nunes CoelhoSolidao-Pessoa-pensativa-200x300

A vida transcorre
na sua cadência
Minuto a minuto,
vai como um trator,
Não pára ou espera
quem pede clemência,
É como um carro
sem retrovisor.

Importa viver
cada um sua vida
Sabendo que é sua,
mas não é também,
Pois, é como a brisa
no rosto sentida,
Mas, tente pegá-la
pra ver se a retém?

Há quem perdeu muito
do tempo que tinha
E quando acordou
viu que o tempo passou.
Assim foi perdendo
a vida todinha,
Perdeu aos pouquinhos,
e – pior – nem notou!

Nos trilhos do tempo,
ó vida, deslizas!
Quietinha… até a hora
em que deves parar.
E então tu declaras
que “chega!” e  avisas:
“O tempo é passado,
não vai mais voltar.”

Não quero que seja
uma trágica cena
o fim da existência.
Que me delicie!
Que seja  passagem
de vida, serena,
Em que esta se apague
e a outra alumie!
(Julho/2012)

 

A Rotina depende de cada um

Imagem

formiga

Farei agora
inda cedinho
igual caminho
de todo dia.
O mesmo ônibus,
mesmas paradas
e arrancadas.
Isso entedia.

Quem vai a pé
faz seu desvio
vai como o rio
pelo seu Rotina_chargetrecho.
Quem vai de carro
suporta a estrada
que desagrada
até o desfecho.

Toda manhã
mesma rotina,
isso abomina
quem vê só abrolhos.
Por outro lado
quem é pra cima
não desanimaRotina_alegria
renova os olhos.

Cada um viaja
ao seu destino
com desatino,
ou ardor expresso.
A vida é aquilo
que também faço:
tanto fracasso
como sucesso!

            Manhã nublada de 26/07/2012. Indo para o trabalho.